Literatura Magia Negra Reviews

Review: A Casa de Gaian - Anne Bishop

18:06Ana Mansilha

Chegou ao fim mais uma trilogia, a segunda da autora, bem diferente da Trilogia das Jóias Negras a Trilogia dos Pilares do Mundo vem com uma nova dimensão, mas fantástica a seu modo.



Sinopse: Começou como uma caça às bruxas, mas o plano do Inquisidor-Mor para eliminar todos os vestígios de poder feminino que há no mundo preveem agora a aniquilação dos barões de Sylvalan que se lhe opõem… e a destruição do berço de toda a magia: a Serra da Mãe. Humanos e feiticeiras formam uma aliança difícil com os Fae para fazerem frente a esse imigo terrível. No entanto, mesmo unidos, não têm força suficiente para resistirem aos exércitos mobilizados pela Inquisição. Procuram por isso o apoio do último aliado ao qual podem recorrer: a Casa de Gaian. As feiticeiras que vivem isoladas na Serra da Mãe têm poder suficiente para criarem um mundo… ou para o destruírem. 

O antigo lema das bruxas: «Não fareis o mal», arrisca-se a ser esquecido por força de uma necessidade mais premente: a necessidade de sobreviverem.

Fonte: Saída de Emergência           

Crítica: Uma vez mais por falta de tempo arrastei este livro, também porque o início não foi tão fogoso quanto eu esperava. Mas depois de metade do livro foi sempre a aviar e a sensação de curiosidade foi constante até ao fim.
Agradou-me imensamente a integração de novas personagens no livro, além de que eram elas as principais e as que dariam o grande final a esta Caça às Bruxas. O livro tratou essencialmente da preparação para a batalha final contra a Inquisição e o Flagelo das Bruxas, estes que queriam aniquilar todo o poder feminino e por isso tinham muitos aliados, alguns deles os caçadores nocturnos que eram criaturas transformadas a partir de animais.

Todos tinham que saber o seu lugar no mundo, acho que era a verdadeira lição no livro, agradou-me a forma como a autora fez com que essa realidade fosse evidente na vida das personagens. Os Fae perderam toda a arrogância, a Casa de Gaian e todos os Filhos e Filhas da mãe Universal estão mais activos, humanos, povo menor e até os inquisidores que tanto queriam um mundo só deles.

Como em todas as batalhas temos que chorar mortes, neste caso choramos a morte de vários personagens queridos, entre eles está Morag, a Ceifeira, a Senhora da Morte. Se bem se lembram era a personagem que mais me intrigava e que menos dava a conhecer, morreu sem eu saber mais sobre ela, mas o que sei é que era uma pessoa nobre e que morreu para salvar aqueles que tinha como a sua família.  

A forma como a autora deu o fim da trama com a morte dos inquisidores é que me deixou surpreendida, pois nunca contava com tal desfecho, mesmo que tenha dado também a Morag a sua morte.

Deixou um gosto amargo na boca por ter deixado tanta coisa em aberto, é bom, certamente o leitor irá andar a pensar e dar desfechos a todas as pessoas, mas fica sempre a sensação de que podia ter contado isto ou aquilo, ou será apenas a vontade de querer mais.

Excelente livro, excelente escrita, uma vez mais, óptima trama e desenvolvimento das personagens. Uma trilogia mais que aprovada. Recomendo a todos os amantes de literatura que se queiram deixar levar por personagens sedutoras, lugares épicos e uma leitura envolvente.

NOTA: 4.5 / 5
NOTA FINAL DA TRILOGIA: 4.5 / 5

Aviva a memória e lê as reviews dos outros livros da trilogia:

Próximo livro: O Barão - Sveva Casati Modignani

E então o que estão a ler? Já leram esta trilogia? Vão ler? Comentem tudo aqui em baixo, subscrevam o blog e sigam-me no facebook. Obrigada por terem estado aí desse lado, uma vez mais. Um beijo, Ana!!

You Might Also Like

0 comentários