Review musicais

Review: One Man Army - Ensiferum

16:43Ana Mansilha

Olá pessoal!
Hoje venho com a primeira review musical do ano, trago-vos Ensiferum... Um colectivo finlandês que este ano completa 20 anos de existência e que para celebrar lançam assim mais um registo discográfico.
Para quem não conhece, posso apresentar os Ensiferum como Folk/Viking Metal e este "One Man Army" é mais um registo que os caracteriza e muito bem.


O som que os caracteriza é puro metal com guitarras rápidas, vocais rasgados e a introdução usual de instrumentos celtas e tradicionais dos países nórdicos. Para mim há sempre uma sensação de algo histórico num álbum de Ensiferum, há a meu ver, um pouco de um povo e de tradições ancestrais. Imagino sempre que uma batalha viking poderia muito bem ter como banda sonora um disco desta banda (e de outras claro...).

Em termos musicais, este é um registo como a banda já nos habituou, guitarras rápidas e pesadas, riffs potentes, os vocais mais rasgados e enquadrados no estilo da banda, os coros que todos gostamos de entoar e acompanhar nos concertos. Verdadeiros hinos celtas e gritos de guerra!!

Faixas como a introdução fantástica e misteriosa "March of War" e depois a "Heathen Horde" que fará qualquer um de nós cantar aquele refrão fantástico que facilmente será um clássico. "One Man Army" é a faixa que dá nome ao disco, um tema pesado e agressivo mas muito bem escolhido como single... É fácil de agradar a todos!


Adoro "Warrior Without a War" lembra-me tanto as primeiras faixas que ouvi da banda à tanto tempo atrás, "Cry for the Earth Bounds" mostra como o grupo é versátil, tanto que a determinada altura nem nos apercebemos se são os Ensiferum ou uma banda de Metal comum e igualmente competente, uma excelente faixa. E não me vou alongar mais... Todo este "One Man Army" merece a atenção e audição a bons níveis de altura, "Descendents, Defiance, Domination" é um hino aos sons clássicos e épicos que fará as delícias dos amantes destas sonoridades. Extremamente competentes, todos eles mas um grande destaque ao baterista Janne Parviainen e ao guitarrista e vocalista Petri Lindros.



NOTA: 4 / 5

Espero que tenham gostado, não deixem de subscrever o blogue, partilhar e seguir-me nas redes sociais! Estou sempre por lá, mesmo caladinha. Não se esqueçam nunca de ouvir sempre boa música... Um beijo!
Ana




You Might Also Like

0 comentários