Vagos Open Air 14

Créditos Finais: Vagos Open Air 14 | Dia 1

13:38Ana Mansilha

Saudações amigos \m/


Hoje começo a minha "opinião" acerca do Vagos Open Air, como vocês sabem, eu vou ao Vagos desde que ele nasceu, ouvi os primeiros acordes a serem tocados, vi os F.E.VE.R. a entrar em palco, num dia fantástico de sol. Estávamos no ano de 2009 e começava assim a aventura que se tornou o VOA. Nesse dia 7 de Agosto também faziam parte do cartaz os Epica, que voltaram este ano, pela segunda vez e deixando a mítica Lagoa do Calvão para trás, fomos até à Quinta do Ega, situada na vila de Vagos, em Aveiro para a sexta e mais longa edição do Vagos Open Air.

O tempo estava murcho, saí de casa na manhã do dia 8 de Agosto e rumei a Vagos, com o carro carregado com a tenda, o saco cama, o protector solar e cheia de boa disposição. Apanhei sol e chuva, muita chuva... Mas ainda assim não deixou desfraldado em nada o fim de semana que vivi lá.
Abrimos em grande com os Gates of Hell a porem a malta toda na moshar e a fazer wall of death, um concerto enérgico, com uma óptima qualidade de som e muito boa música. Mostram assim, como a música feita em terras lusas merece óptimo destaque.  


Seguiram-se os Kandia, tendo eu já assistido a um concerto deles, já sabia mais ou menos como iria ser. Boa actuação da banda, porém o feedback do público teimou em ser mais fraco. Pessoalmente não me interessou em particular.


Os Syloses foram os terceiros a entrar em palco, um grande surpresa para mim, adorei o concerto, o som deles, a postura em palco. Fiquei fã, sem dúvida alguma. Muito bons!!



Na hora do crepúsculo sobem ao palco os Soilwork, uma banda que pouco ou nada conhecia, mas conseguiram muito headbang da minha parte, portanto só podemos dizer que foi muito, mas muito positivo... 
Desculpem, havia alturas em que o entusiasmo era tanto que as fotos ficavam uma verdadeira porcaria. Em tempos era bem mais cuidadosa com estas coisas. Sorry :(

Como referi em cima, os Epica foram os primeiros nomes repetidos a serem confirmados no cartaz, trazem na bagagem o novo álbum "The Quantum Enigma" *CLICA AQUI*, deram um bom concerto, o meu terceiro, mas não achei nada de especial, a voz da vocalista, a linda Simone Simons, estava muito baixa e ouviu-se muito pouco. No entanto competentes e bem dispostos.

Esperavam uma foto diva da Diva Simone? Ah!! Eu acho os homens da banda muito mais inspiradores ;)

Para terminar a noite em grande, tivemos a visita dos veteranos Kreator, os germânicos thrashers provaram que "velhos são os trapos" e deram um dos melhores concertos de todo o festival. nem poderia ser de outra maneira, os cabeças de cartaz e a banda que mais teria levado fãs até Vagos, trouxeram grandes clássicos da carreira da banda, sem dúvida que fez as delícias de todos os presentes.


Espero que tenham gostado, amanhã segue-se o segundo dia. Espero que fiquem desse lado e não percam pitada. Ainda muito está por mostrar.

Nota: Todas as fotos presentes, são da minha autoria.







You Might Also Like

0 comentários