Tempo

02:49Ana Mansilha

Só eu sei o quanto eu precisava de tempo.
Para olhar por ti e para ti.
Para te preparar o jantar ou ir-te acordar ao sofá da soneca inesperada.
Ahh o tempo, esse bandido, pirata...
Fugitivo e fora da lei.

Tempo para falar ou ficar calada.
Mas sabes? Eu gostava de ter tempo e não ter que sair a correr ou ir embora com coisas que ficam por dizer.
Gostava que depois de um momento pudesse pedir desculpas e não esperar voltar a ter tempo.
Porque esse não é muito, é pouco ou quase nenhum...
Comparado ao que eu gostava de despender para ti e para nós.

Havemos de qualquer dia parar todos os relógios,
parar todo mundo, imobilizá-lo.
Porque senão, vamos esperar por amanhã ou depois. Talvez para a semana, se tudo correr...
Podemos tentar e embrenharmos-nos nisso.
Mas e se não der?
Se não pudermos ou se já cá não estivermos?
De que nos vai valer finalmente ter... enfim... tempo?

Vila Real, 24 de Julho de 2014

You Might Also Like

0 comentários